Cabos do Grupo

José Manuel Pires da Costa, é como diz a história, o cabo fundador do Aposento da Moita. Grupo que fundou com os elementos que abandonaram o até então único grupo de forcados moitense.

No dia 3 de Julho de 1986, fez a sua despedida na arena do Campo Pequeno.

Manuel Maria Vieira Duque foi o segundo cabo do Aposento da Moita. Alentejano, de Nisa, soube manter o grupo no ponto alto da tauromaquia nacional.

No dia 15 de Setembro de 1990, na praça mãe do grupo, a Daniel do Nascimento, fez a sua despedida das arenas.

João Manuel de Freitas Simões, foi o sucessor de Manuel Duque. Natural de Fazendas de Almeirim, chegou ao Aposento da Moita 1985, vindo do Grupo da Chamusca. João Simões soube granjear a amizade de todos, pela dedicação, pela frontalidade e pela entrega.

Durante a sua chefia, o grupo alcançou o topo da história da sua existência, ao ponto de na temporada de 1994 ter sido o grupo que mais corridas realizou.

Fez a sua despedida das arenas na tarde de 7 de Outubro de 2000, na Moita do Ribatejo.

Hélder Mourão Costa Queiroz, foi o quarto cabo do grupo. É natural da Moita, foi na sua vila que cresceu e se ligou desde muito cedo à festa brava e ao mundo da jaqueta de ramagens, visto que seu tio, Eduardo Costa, fora um dos membros fundadores do grupo.

Hélder Queiroz foi cabo dos Juvenis do Aposento da Moita entre 1989 e 1992.

Na tarde de 28 de Maio de 2006, exerceu pela última vez as funções de cabo do Aposento da Moita.

Tiago Filipe Fernandes Bento Ribeiro, foi o sucessor de Hélder Queiroz. É natural da Moita do Ribatejo, onde cresceu ligado ao campo, aos cavalos e ao gado e que era membro do grupo há vários anos. Foi um dos melhores rabejadores da história do grupo e também da tauromaquia mundial.

Em Abril de 2013, Tiago Ribeiro renuncia às funções de cabo, ficando nessa altura o grupo sob a chefia do forcado já designado para o suceder, José Pedro Pires da Costa.


José Pedro Silva Mateus Pires da Costa, é natural da Moita do Ribatejo. Filho do cabo fundador, vive e respira desde a sua nascença o que se vive por dentro do Aposento da Moita. A primeira vez que se fardou pelo grupo foi em 2004, na Praça de Toiros da Moita.

José Maria Rodrigues Fragoso Tavares de Bettencourt, nasceu em Lisboa. Desde muito cedo se tornou aficionado, muito por culpa de seu pai e de um amigo da família, o Padre Vitor Melicias.

A entrada para o Aposento da Moita aconteceu através de um “desafio” de um forcado entretanto já retirado, que convenceu o pai Bettencourt a levar os filhos a um treino do grupo, corria o ano de 2007.
Nesse mesmo ano fez a sua estreia em Vendas Novas e foi conquistando o seu espaço, tendo vindo a destacar-se como forcado da cara.

Assumiu a chefia do grupo na tarde de 22 de Maio de 2016, sendo o sucessor de José Pedro Pires da Costa.

Sem comentários: